Blog em obras

06/04/2009

homens20trabalhando

 

Como os amigos já devem ter percebido, o layout do Travinha mudou. Na verdade, é um template provisório, enquanto o pessoal da Libra Design manda ver numa reforma visual para o blog. Aguardem novidades nesta semana!

Anúncios

Cresce a colônia paraense em Mogi

28/02/2009

andrezinho

 

O meio-campo paraense Andrezinho, de 23 anos, foi anunciado ontem como novo reforço do Mogi Mirim. André Francisco Williams Rocha da Silva estava no Paulista de Jundiaí, mas já vestiu a camisa do Corinthians e do Guarani.

 

Nascido em Capitão Poço, município a 226 quilômetros de Belém, Andrezinho começou a carreira nas categorias de base do Remo. O grande momento dele no Baenão foi no início da temporada de 2007, quando subiu para os profissionais e foi direto vestir a camisa 10. Tudo graças ao técnico Giba, que apostou no jovem atleta. Começou bem no Parazão daquele ano, mas depois das primeiras atuações apagadas e da demissão do treinador, foi perdendo espaço. Depois da série B, foi contratado pelo Corinthians e emprestado ao Guarani.

 

Andrezinho vai encarar uma fogueira. O Mogi é o vice-lanterna da série A-1 do Paulistão, com apenas cinco pontos. Venceu somente um dos dez jogos que disputou. Lá, a cobrança vai ser grande. O “patrão” é ninguém menos que o ex-camisa 10 da seleção brasileira e do Barcelona, Rivaldo, que está jogando em um clube do Uzbequistão. Em uma carta publicada no site oficial do Mogi Mirim, olhem só o que ele diz:

 

Estou envergonhado e perdendo várias noites de sono do outro lado do mundo para acompanhar o meu time e não estou vendo resultado.” (…) “Os jogadores precisam valorizar a camisa que estão vestindo e querer vencer na vida”.

 

O recado está dado, Andrezinho.

 

O ex-remista terá a companhia de dois paraenses que já estão no Mogi. O atacante Diego Ratinho, que jogou no Remo em 2006, e o meio-campo Giovanni, ex-Barcelona, Santos e seleção brasileira.

 

diegoratinho          giovanni


Agora falando sério…

27/02/2009

paysandu

 

Enquanto o São Raimundo estava com 11 jogadores, a partida foi equilibrada. A partir da expulsão de Marcelo Pitbull, o Paysandu passou a sobrar em campo. Mas não apenas pela vantagem numérica, e sim pela qualidade do futebol. O Papão tem o melhor elenco do campeonato paraense. E o jogo de ontem é a prova definitiva de que não é um amontoado de bons jogadores e sim um grande time.

 

O artilheiro Hélcio fez falta ao São Raimundo, que teve bons momentos no ataque mas não soube finalizar.

 

Mesmo com o retorno do goleador no jogo de domingo, só um milagre faz o time de Santarém tirar a taça da Curuzu.


Baenão em chamas (ou não)

19/02/2009

Dirigentes do Remo estão reunidos desde o meio da tarde para decidir os planos do clube para o segundo turno do Parazão. Leia-se: o futuro do técnico Flávio Campos. Se depender única e exclusivamente da vontade do presidente Amaro Klautau, Flávio fica. Isso apesar das substituições alopradas no jogo de ontem contra o São Raimundo.

 

Junto à torcida, Flávio Campos divide opiniões. Uma parte reconhece que o treinador não teve as condições ideais para trabalhar neste primeiro turno. Outra já pede a volta de Artur Oliveira.